quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

SETE SINAIS DE QUE ESTÁ SENDO ATACADO ESPIRITUALMENTE


 
SETE SINAIS DE QUE ESTÁ SENDO ATACADO ESPIRITUALMENTE

Alguns anos atrás, quando alguém sofria um ataque cardíaco, essa pessoa tinha poucas chances de sobrevivência, pois ela não sabia o que estava acontecendo e ignorava os sintomas até que fosse tarde demais. Com avanço da medicina, começaram a identificar sinais de alerta comuns, como desconforto e pressão no centro do peito, dor nos braços e falta de ar. Então divulgaram esses sinais de alerta e isso aumentou muito a taxa de sobrevivência das vítimas de ataque cardíaco.


De um modo semelhante, nós cristãos também sofremos ataques, porém, espirituais.

E quando estamos sendo atacados pelo inimigo, é fundamental conhecermos os "sinais de alerta", se quisermos sobreviver a esta guerra:


1 - PERDA DO DESEJO ESPIRITUAL


O objetivo principal de qualquer ataque de Satanás é mantê-lo distante daquilo que Deus quer fazer na sua vida.

É por isso que o primeiro sinal de que você está sendo atacado espiritualmente, é que você não tem mais vontade de buscar a Deus. Eu sei que não devemos viver por sentimentos, pois fomos chamados a viver pela fé, mas há uma diferença entre fazermos as coisas para Deus somente por obrigação e fazermos porque estamos sentindo desejo. Quando estamos apaixonados por Deus, nós começamos a ter prazer nas Suas coisas naturalmente, e é esse prazer que o inimigo tentará roubar de você.


2 - DESGASTE FÍSICO


O segundo sinal de um ataque espiritual é o desgaste físico. Eu sei que isso não parece muito "espiritual", mas lembre-se de que nós somos espírito, alma e corpo. Se o nosso corpo está muito fraco, nós temos dificuldade em vigiar nossos pensamentos (alma) e isso pode afetar negativamente o nosso espírito. Muitas vezes nós recebemos nossos maiores ataques pouco antes de uma grande vitória ou logo após ela. Lembre-se disso quando você estiver passando por uma grande provação, pois um ataque pode ser um sinal de que você está prestes a ter uma grande vitória em sua vida.


3 - FALTA DE RECURSOS


O terceiro sinal de que você está sofrendo um ataque espiritual é quando todas as portas se fecham.

Nesses momentos parece que todos os nossos seus recursos secam ao mesmo tempo. Os ataques do inimigo neste caso são para tirar os nossos olhos de Deus e colocá-los no dinheiro ou em um caminho mais fácil.

Se o diabo conseguir que você fique preocupado ao invés de adorar ao Senhor, você poderá tomar as decisões baseado nas oportunidades e não na direção de Deus.

Lembre-se de que existem dois momentos na sua vida no qual é mais fácil cair em tentação: quando você não tem nada e quando você tem tudo. Por isso fique perto de Deus em ambos os momentos: bons ou ruins.


4 - VIDA DE ORAÇÃO FRACA


O quarto sinal de que você está sofrendo ataque espiritual é uma vida de oração fraca, e isso acontece justamente quando você mais está precisando orar.

Foi o que aconteceu quando Jesus ia ser entregue para ser crucificado e os discípulos não tiveram forças para orar junto com ele. Veja:


Então, voltou aos seus discípulos e os encontrou dormindo. "Vocês não puderam vigiar comigo nem por uma hora? Perguntou ele a Pedro. "Vigiem e orem para que não caiam em tentação. O espírito está pronto, mas a carne é fraca". (Mateus 26:40,41)


5 - SENTINDO-SE SOBRECARREGADO PELAS CIRCUNSTÂNCIAS


Você está se sentindo oprimido pelas circunstâncias? Isso pode ser um sinal de que você está sendo atacado espiritualmente.

Quando nós perdemos a esperança por alguma razão, nosso coração fica doente e não demora muito para que fiquemos fracos para superar as adversidades.

A Bíblia diz: "A esperança adiada desfalece o coração, mas o desejo atendido é árvore de vida." (Provébios 13:12).

Ela também nos diz: "A fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos." (Hebreus 11:1).

Se o inimigo conseguir fazer com que você perca a esperança, ele fará com que você perca a sua fé. Então, se algo não deu certo em sua vida; se as promessas de Deus parecem demorar, ou se alguém traiu sua confiança, não desista! Não feche seu coração e nem pare de buscar a Deus. Não deixe o inimigo roubar a semente de fé e esperança que o próprio Deus colocou em você!


6 - OS VELHOS HÁBITOS E PECADOS COMEÇAM A VOLTAR 


O sexto sinal de que você está sofrendo um ataque espiritual é que os pecados antigos começam a ressurgir em sua vida.

Muitas vezes você começará a sentir vontade de praticar velhos hábitos e dar lugar a pecados que você já tinha sido liberto no passado.

Isso acontece quando as coisas ficam difíceis e sua carne quer ter um momento de "descanso e prazer". Então você começa a ter pensamentos como: "Ah, eu mereço um descanso! Tenho passado por tantas lutas e se eu posso cometer aquele pecado, Deus não vai se importar. Ele sabe que estou carente, precisando de uma alegria, um amor etc."

Se você está assim, ouça o que eu vou lhe dizer: Não ignore as advertências do Espírito Santo. Seja sincero em suas orações e peça ajuda a Deus.

Muitos, por voltar à pratica de velhos pecados, acabaram desistindo da fé e hoje têm uma dificuldade enorme para voltar aos caminhos de Deus. O melhor caminho é vigiar, orar e não desistir.


"Foi para a liberdade que Cristo nos libertou. Portanto, permaneçam firmes e não se deixem submeter novamente a um jugo de escravidão." (Gálatas 5:1) 


7 - AFASTANDO-SE DAS AMIZADES ESPIRITUAIS


Quando os pecados antigos começam a voltar, o próximo sinal de ataque espiritual é este: você começa a se afastar das amizades que Deus colocou em seu caminho.

Olhe ao seu redor. Você já parou de relacionar-se com as pessoas de sua igreja ou célula? Os seus amigos que gostam de cometer pecados estão mais perto de você, do que seus amigos espirituais?

Se sim, saiba que você está pisando em terreno perigoso e o inimigo está planejando tirá-lo da presença de Deus. 


"Não se deixem enganar: "as más companhias corrompem os bons costumes". (1 Coríntios 15:33)


VEJA 5 ATITUDES PARA DESTRUIR OS ATAQUES DO INIMIGO 


Depois de você tomar uma posição contra os ataques do inimigo, aqui estão cinco atitudes que você deve tomar:


1 - Não se esqueça de quem você é. Você não mudou apenas de religião quando aceitou a Cristo como seu Senhor e Salvador. Você mudou de lado (espiritualmente falando). Você estava nas trevas e agora está na luz. Você estava do lado do perdedor e agora está do lado de Jesus Cristo, que o faz vencedor em todas as coisas!


2 - Não abandone seu tempo e lugar de oração. Essas duas coisas são vitais para uma vida abençoada: um tempo de oração e um lugar de oração.


3 - Não abandone o lugar onde você recarrega suas energias: Sua igreja.


4 - Não abandone suas amizades espirituais. É sempre bom estar perto de pessoas que viveram mais, fizeram mais do que você e podem lhe dar conselhos sábios.


5 - Não saia debaixo da proteção pastoral. Geralmente, quando as pessoas querem se desviar dos caminhos de Deus, elas fogem dos líderes espirituais com medo deles apontarem o dedo. Mas isso é um grande engano, pois os líderes são pessoas escolhidas por Deus para cuidar de sua vida e não para lhe jogar pedras. Se você fez isso, não espere até que o inimigo o machuque ainda mais para você procurar o auxílio daqueles que tem um papel pastoral em sua vida.


Se você estiver sendo atacado espiritualmente pelo inimigo, saiba que Deus lhe deu o livre arbítrio e se você decidir buscá-Lo, não há poder neste mundo que possa derrotá-lo.

Deus é o maior interessado na sua vida e você deve seguir as dicas acima para estar equipado para a guerra e pronto para vencer!

sábado, 21 de dezembro de 2013

VIDA CRISTÃ x VIDA FINANCEIRA





Vida Cristã X Vida financeira

Assim, se vocês não forem dignos de confiança em lidar com as riquezas deste mundo ímpio, quem lhes confiará as verdadeiras riquezas? (Lucas 16:11)

Observo diariamente as pessoas correrem de um lado para o outro, apressadamente.
Muitas delas, dentro de seus carros, atravessam a cidade, num movimento frenético para irem ao trabalho e depois voltarem para casa.
O que impulsiona tais pessoas a acordarem tão cedo e retornarem tão tarde, deixando pouquíssimo tempo para o relacionamento familiar?
Agora aguço minha lente visual e começo a perceber que, pessoas que se autodenominam cristãs, parecem estar seguindo o mesmo ritmo dos não cristãos e consigo enxergar pouca diferença entre eles, e me pergunto: Onde perdemos o bonde de uma vida cristã genuína, que poderia nos trazer senso de realização?
Tenho observado o quanto nós cristãos temos sido influenciados pelo pensamento secular na forma de lidar com o dinheiro e posses materiais. 
As estatísticas revelam que há pouca diferença entre cristãos e não cristãos em relação a gastar, dar, economizar, endividamento pessoal e empresarial e o ensino dos filhos, entre outras coisas.
Na parábola do administrador infiel (Lucas 16:1-15), Jesus chama a nossa atenção para administramos corretamente as riquezas materiais, pois elas têm um impacto direto no nosso relacionamento com o Senhor. 
Na verdade, só através de um gerenciamento apropriado dessas riquezas materiais é que poderemos alcançar a verdadeira riqueza: Um relacionamento íntimo com o Senhor e todos os benefícios decorrentes desse relacionamento.
Jesus foi enfático ao contar esta parábola a dirigiu-a nitidamente aos fariseus, pois eles amavam o dinheiro. 
Na condição de cristãos não podemos amar o Senhor e o dinheiro (Lucas 16:13)
Em sua vida diária, você está conseguindo tempo para se relacionar com Deus, com sua família e com as pessoas ao seu redor, ou a busca da riqueza material está lhe roubando a vitalidade desses relacionamentos?
Oro a Deus para que através desta reflexão, você renove sua visão para buscar diariamente o Senhor, pois Ele está de braços abertos, para ouvi-lo, falar-lhe ao coração e entregar-lhe as verdadeiras riquezas.

"Contudo, Deus lhe disse: 'Insensato! Esta mesma noite a sua vida lhe será exigida. Então, quem ficará com o que você preparou?” (Lucas 12:20).

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

QUE VALOR TEM A SUA IGREJA PARA VOCÊ???




A Casa do Senhor
"Alegrei-me quando me disseram: Vamos à casa do Senhor" (Salmos 122:1).

A igreja pode não ser tão interessante e excitante como um jogo de futebol ou um filme cheio de ação, mas é onde Deus pode ser buscado por todos aqueles que, desesperançados, sentem necessidade de encontrá-lo.

Que valor temos dado às nossas igrejas?
O que ela tem representado para nossa formação e edificação cristã?
Temos colaborado para que ela seja uma fonte de bênçãos para os sedentos de uma nova vida e para os que, perdidos e desesperados a procurem como um último refúgio?

Algumas vezes a achamos monótona e repetitiva. Outras um local sem atrativos e cheio de defeitos. Outros olhamos para os homens e nos questionamos sobre o que eles fazem em prol ao próximo sendo que poderiam fazer mais.
Uns dias a achamos fria e outros... exageradamente quente, e esquecemos que foi ali, naquela casa de imperfeitos, que Deus perdoou os nossos pecados, transformou nossos corações e nos encheu da verdadeira e eterna felicidade.

Que em nossos momentos de intimidade com Deus saibamos dar graças ao Senhor por nossas igrejas. Orar e interceder por nossos pastores e líderes e, acima de tudo, oferecer-nos para ser um instrumento de amor nas mãos de Cristo, prontos abraçar a todos que pelas portas entrarem, em busca da vida abundante que o Senhor já nos deu.

Que o seu coração seja sempre como o de uma crianças, pronto a perdoar e recomeçar; pronto a ajudar e amar sem se preocupar com o que os outros vão fazer ou dizer...

A sua igreja será sempre uma bênção se você, ali, for uma bênção na presença do Senhor!


sábado, 9 de novembro de 2013

A ARMA MAIS DIABÓLICA QUE HÁ...






A ARMA MAIS DIABÓLICA QUE HÁ...

Salmos 34:11-16
Vinde, meninos, ouvi-me; eu vos ensinarei o temor do Senhor.
Quem é o homem que deseja a vida, que quer largos dias para ver o bem?
Guarda a tua língua do mal, e os teus lábios de falarem o engano.
Aparta-te do mal, e faze o bem; procura a paz, e segue-a.
Os olhos do Senhor estão sobre os justos, e os seus ouvidos atentos ao seu clamor.
A face do Senhor está contra os que fazem o mal, para desarraigar da terra a memória deles.

Queridos irmãos infelizmente podemos ver que o opositor de Deus vem atuando de forma sutil e em muitas vezes eficaz entre os santos do Senhor.
Ele tem usado de uma arma que poucos estão percebendo que lamentavelmente tem sido utilizada por alguns que vivem entre nós.
Essa arma é a fofoca, que tem causado desunião, intrigas e amarguras na vida de alguns cristãos.

Significado de Fofocar
v.i. Brasil. Informal. Contar alguma coisa com a intenção causar intrigas; mexericar: fofocou sobre a vizinha.
Contar as histórias secretas de alguém.
Dialogar com alguém sobre uma outra pessoa; falar mal de alguém.(Etm. fofoc(a) + ar)

Como deter, neutralizar e vencer A FOFOCA E O FOFOQUEIRO:

1 – O que é um fofoqueiro ?
a)É uma pessoa super curiosa
b)É uma pessoa de dupla personalidade

2 – Como podemos identificar um fofoqueiro?
a)Quando ele não fala na frente da vítima
b)Quando ele não se responsabiliza com o que fala

3 – Quais os danos causados por um fofoqueiro?
a)Ele promove desunião até entre melhores amigos
b)Ele promove destituições de reputações
c)ele promove amargura em corações

4 – Como neutralizar o crescimento de um fofoqueiro?
a)Não dar credibilidade nas suas más conversações
b)Não deixá-lo espalhar as fofocas
c)Exigir que ele se retrate

5 – Porque devemos proceder dessa forma?
a)Porque o inimigo, é o único interessado pela desunião
b)Porque Deus nos chamou para abençoar nosso irmão
c)Porque no céu não entrará fofoqueiro

Conclusão: Acima conseguimos, definir, conhecer e aprender como neutralizar uma das mais perigosas armas utilizadas pelo diabo nesse século que é a fofoca.
Fica uma pergunta em nossos corações, será que vale a pena permitir que os fofoqueiros continuem enxertando as suas malícias na igreja de Deus?
Não seria mais sensato eliminar as fofocas do meio dos salvos em Cristo?
Sem dúvida que devemos excluí-la de nosso meio, pois Deus tem nos dado armas ainda mais poderosas para banir a fofoca; se a deixarmos continuar progredindo, estaremos permitindo que o desânimo e sofrimento venham sobre as ovelhas do Senhor.

Lembre-se: Deus nos chamou para abençoar e não amaldiçoar o seu tão querido povo. Pense nisso!

domingo, 27 de outubro de 2013

ASSÉDIO MORAL NA IGREJA?



O assédio moral vem a ser caracterizado como um comportamento que utilizando técnicas de desestabilização, conduzem o indivíduo a um estado de desconforto psíquico que pode evoluir para a irritação, estresse e até mesmo depressão. 
Isto pode ocorrer na família, na vida social e dentro de empresas. 

Evidentemente, numa instituição religiosa (igreja), onde seus membros são “salvos”, as possibilidades da ocorrência do assédio moral são “minimizadas”, certo?

Errado! Infelizmente tem sido “maximizadas”, ampliadas, e o risco de alguém ser vitima de tal pressão  aumentam, especialmente os envolvidos em cargos de liderança. Infelizmente essa violência perversa cada vez mais atinge as igrejas.

METODOLOGIA: os moralmente perversos utilizam as mais variadas técnicas: os subentendidos, alusões malévolas, a mentira, humilhações. Por meio de palavras aparentemente inofensivas, alusões, sugestões ou não ditos, é efetivamente possível desequilibrar uma pessoa ou até destrui-la.

1ª) A primeira fase do assédio consiste em DESESTABILIZAR a vítima. 
É toda e qualquer conduta abusiva manifestando-se, sobretudo por comportamentos, palavras, atos, gestos, escritos que possam trazer dano à personalidade, à dignidade, ou à integridade física ou psíquica de uma pessoa. Em seguida esses ataques vão se multiplicando e a vítima é seguidamente acuada, posta em situação de inferioridade, submetida a manobras hostis e degradantes durante um período maior. É a repetição dos vexames, das humilhações, sem qualquer esforço no sentido de abrandá-las, que torna o fenômeno destruidor. Assim acossada, a pessoa não consegue manter o seu potencial. Ela é estressada, crivada de críticas e censuras, para que se sinta seguidamente sem saber de que modo agir.

2ª) A segunda fase do assédio consiste em DESQUALIFICAR a vítima. Subentendidos, alusões desestabilizantes ou malévolas, observações desabonadoras. Pode-se assim levantar progressivamente a dúvida sobre a idoneidade, a honra, a competência, pondo em questão tudo que ele faz ou diz.

3ª) A terceira fase do assédio consiste em DESACREDITAR a vitima. Para pôr o outro para baixo, é ridicularizado, humilhado e coberto de sarcasmo até que perca toda a autoconfiança. Geralmente usa-se a calúnia, a mentira, tudo de modo que a vítima perceba o que se passa, sem que possa, no entanto, defender-se.

A VITIMA – uma pessoa que tenha sofrido uma agressão psíquica como a do assédio moral é realmente uma vítima, pois seu psiquismo é alterado de maneira mais ou menos duradoura.

CONSEQUÊNCIAS: As consequências “emocionais” e “espirituais” desse estado de coisas para uma igreja não devem ser negligenciadas, já que a deterioração do ambiente provoca uma diminuição importante da eficácia ou do rendimento do grupo.

A IMPUNIDADE: O que tem contribuído para o crescimento dessa prática no seio da igreja é, sem dúvida nenhuma, a certeza da impunidade. Se na justiça comum isso já vem sendo tratado como crime (com pena que vai de indenização por danos morais e até prisão), na igreja não se trata nem como pecado. O assédio moral está totalmente liberado. Isso é desmoralizante, para não dizer, uma vergonha. 

Está na hora de combatermos esse mal, e com coragem, fazermos justiça, afinal, segundo Jesus “a nossa justiça deve exceder a dos escribas e fariseus”. 

Os sindicatos e organismos que atuam em defesa de trabalhadores desenvolvem campanhas para informar o que é o assédio moral, como ele ocorre, as formas de combatê-lo etc. 

No entanto, vimos identificando no meio evangélico certas resistências ao combate desse fenômeno, representada pela ausência de reflexão crítica dos seus membros, do corporativismo, do compromisso com as amizades, não com a verdade; com as conveniências, não com as evidências. Daqueles que escolhem o silêncio da covardia em detrimento ao grito da coragem. Preferem o distanciamento, em vez do posicionamento.

As Igrejas deveriam ficar atentas ao problema e combater biblicamente todas as formas de assédio moral que possam atingir os seus membros. Respeito é bom, e todo mundo gosta.
Rev. Derli Machado

quarta-feira, 31 de julho de 2013

PORQUE A MULHER FALA MAIS QUE O HOMEM ???



CURIOSIDADES: DIFERENÇAS NA FALA ENTRE O HOMEM E A MULHER 

Na cabeça da mulher, um relacionamento com base no diálogo é prioridade. 
Para ela, que usa por dia em média de 6.000 a 8.000 palavras, mais de 2.000 a 3.000 sons vocais e 8.000 a 10.000 gestos, expressões faciais, movimentos de cabeça e outros sinais de linguagem corporal, é tudo mais fácil. 
São mais de 20.000 'palavras' para comunicar a mensagem. 

Por isso, a British Medical Association informou que as mulheres sofrem quatro vezes mais problemas nas cordas vocais do que os homens. 

Agora compare com a contagem dos homens: de 2.000 a 4.000 palavras, de 1.000 a 2.000 sons vocais, de 2.000 a 3.000 sinais de linguagem corporal. Isso dá cerca de 7.000 'palavras' - mais ou menos um terço da marca alcançada pelas mulheres. 

Essa diferença na fala fica mais evidente ao fim do dia, quando o homem chega do serviço, senta lado a lado (quando senta né????) para jantar. 

Ele já completou sua cota de 7.000 'palavras' e não tem vontade de dizer mais nada. Só quer ficar quieto, calado. 

Quanto a ela, tudo depende de como passou o dia. Se conversou bastante, já gastou as 20.000 'palavras', também não sente muita vontade de falar. 

Mas, se ficou em casa com os filhos, usou no máximo 2.000 a 3.ooo 'palavras', ainda tem 15.000 em estoque! 

Dá pra prever mais um atrito na mesa do jantar?

Por isso mulher, gaste seu estoque de palavras durante o dia; ore, cante, seja criativa, mas não dispare uma metralhadora de palavras quando seu marido chegar em casa, o armazenamento de informações dele são mais organizados que os seus, ele entende um assunto de cada vez enquanto que você consegue falar dos filhos, da vizinha, dos livros que esta lendo, do versículo que Deus revelou e da conta que tem que pagar no dia seguinte, sem se abalar em nada. 

Mas o homem que o Senhor colocou ao seu lado não é assim, ele quer te entender, ele quer te ouvir, mas quando faltam as vírgulas e ponto final ele fica confuso, vá devagar, fale uma coisa de cada vez e espere ele dar resposta de um assunto para começar outro e será feliz.
Marido, tente compreender sua mulher, falar é uma necessidade física dela, dê alguns momentos de conversa a ela. 

Tentem chegar ao equilíbrio, tentem entender as necessidades um do outro, e a vida a dois será mais fácil.